" Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta. AI DE MIM SE EU NÃO ANUNCIAR O EVANGELHO. (I Cor 9,16)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Bendita seja a cruz! O amor por ela se revelou...


Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens.
E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes,para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor. 
( Cf. Fl 2,6-11)



Nesse dia  celebramos a Exaltação da Santa Cruz, festa que surgiu em 355 por ocasião da inauguração das duas grandes basílicas em Jerusalém: A Basílica do Calvário e a do Santo Sepulcro. A construção destas duas basílicas foi ordenada pelo imperador Constantino.

O lenho da cruz descoberto por Santa Helena teve sempre um lugar especial na devoção do povo cristão. A festa de hoje celebra também o retorno da cruz a Jerusalém que tinha sido levada para a Pérsia. A cruz de Cristo é ponto de referência da nossa fé e de nossa esperança. Pela cruz, Cristo nos salvou e nos libertou.

As  leituras que a Santa Igreja nos propõe nesse dia para lê e meditar, nos faz pensar no infinito amor do Pai por toda a humanidade. Deus deseja a Vida, e vida em abundancia para todos nós, por isso enviou seu filho único, que foi obediente até a morte de Cruz.

Nesse dia recordo de tantas canções: ... No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus ♫♪; A cruz que eu carrego no peito não é amuleto não, e sim sinal de salvação... Mais uma música que fala bem claro sobre esse mistério da Santa Cruz, é da banda Arkanjos.

Confira:

Nenhum comentário:

Postar um comentário