" Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta. AI DE MIM SE EU NÃO ANUNCIAR O EVANGELHO. (I Cor 9,16)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Em meio a chamas, eu te louvo ó Deus!! ( Dn 3,1-97)


Naquele tempo o Rei Nabucodonosor resolveu fazer uma estátua de ouro e ordenou que todo povo se prostrasse e a adorasse. Quem não fizesse o que ele havia decretado seria lançado numa fornalha ardente. Havia no meio daquela gente três jovens que adoravam o ÚNICO e VERDADEIRO Deus, seus nomes: Sidrac, Misac e Abdênago, que não se prostraram diante daquela estatua e por isso foram lançados ao fogo, amarrados com suas túnicas e mantos (v 21) Ora, estes três corajosos jovens passeavam dentro das chamas, louvando e bendizendo ao Senhor ( v 24). O Rei Nabucodonosor ficou espantado ao vê os três jovens dançando em meio a chamas e mandou chamá-los. Eles saíram e todos ficaram admirados ao ver que o fogo não tinha tocado nos seus corpos, que nenhum cabelo de suas cabeças tinha sido queimado e que eles não traziam nem indicio do odor de fogo ( v 94).
Na nossa vida passamos por situações que nos levam ao desespero, as vezes a nossa falta de fé impede que vejamos que até mesmo em meio a dor, à “chamas” que querem nos consumir, Deus está presente e envia seus anjos, assim como ele fez com os três jovens na fornalha que souberam louvar-lo e confiou plenamente no seu amor, pois eles sabiam que nenhuma confusão existe para aqueles que em Deus põe sua confiança. (v 40)
Que a exemplo desses jovens possamos nos lançar no amor ardente de Deus e louvá-lo pelo bem e pelo mal que venha acontecer em nossas vidas, pois ele é bom e eterna é a sua misericórdia. (v 89)







Nenhum comentário:

Postar um comentário