" Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta. AI DE MIM SE EU NÃO ANUNCIAR O EVANGELHO. (I Cor 9,16)

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

E o VERBO se fez carne e habitou entre nós... ( Jo 1,14)



Nesse mês celebramos no próximo dia vinte e cinco, o Natal do Senhor, a encarnação do Verbo que estava com Deus, que é Deus, mais que se fez carne e habitou entre nós.(Jo 1,14) Cumpria-se assim a profecia do profeta Isaías ( Is 7,14) que dizia que eis que uma Virgem conceberia e daria a luz a um filho, que seria Deus conosco, que assumiria a nossa humanidade sem olhar a nossa condição, mais por amor, só por amor nasceria em Belém.
Quando São Gabriel foi enviado por Deus Pai a Virgem Maria, ele a saudou e disse: Eis que conceberás e darás à LUZ ao mundo, o filho do Altíssimo. Ela prontamente disse: Sim, eis me aqui. E assim se fez. Pelo seu SIM o verbo se fez carne, o amor do Pai foi revelado e as trevas se dissiparam, pois nascia a Luz do Mundo.
( Lc 1,26-38). Cumpria-se também mais uma profecia de Zacarias, pai de São João Batista,que Deus nos traria do alto a visita do Sol Nascente que dirigiria os nossos passos no caminho da paz ( Lc 1,78)
Celebrar o Natal é relembrar esse momento tão sublime na história da Salvação, é tempo de alegria, por sabermos que um Deus tão grande veio nos visitar. Que não é um Deus distante, pelo contrario, ele é conosco, ele é e sempre será o EMANUEL. Que a festa do Natal possa abrir os nossos olhos pra reconhecermos o grande amor de Deus por cada um de nós e que sejamos gratos pelo grande presente do Pai pra toda humanidade. Ao invés de darmos presentes pra as pessoas queridas, que tal darmos o melhor dos presentes: Jesus Cristo, o Presente do Pai?

Nenhum comentário:

Postar um comentário