" Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta. AI DE MIM SE EU NÃO ANUNCIAR O EVANGELHO. (I Cor 9,16)

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Dia de Finados


Viver é Cristo, morrer é lucro (Fl 1,3 )


A morte não é o fim, e sim o começo da vida. Vida essa que Deus sempre sonhou pra todos nós desde a criação do mundo, uma vida plena e feliz, uma vida eterna. No início da criação o Senhor Deus disse: não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que comeres, morrerás (Gn 2,17). Adão desobedeceu, e pela sua desobediência entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim a morte passou a todo gênero humano, porque todos pecaram ... (Rm 5,12) Morrer não significa deixar de existir, como muitos dizem por aí: “se foi”, “bateu as botas”, “esse (a) já era”. O Senhor veio até nós para dizer-nos que nem tudo está perdido, a morte não é derrota,e sim vitória. Em adão todos nós morremos, mais em Cristo todos nós reviveremos ( I Cor 15,22), pois aquele que crê em Cristo, que é a Ressurreição e a Vida, mesmo que esteja morto, viverá. Crês nisto? Se creres verás a glória de Deus (Lc Lc 11,25;40)
Porque a morte não foi o desejo de Deus pra nós, pelo contrário, se olharmos nos evangelhos vamos perceber que Jesus se compadecia das pessoas que perdiam seus entes queridos, chorava com elas ( 7,11-17; Lc 8,40-56; Lc 11,1-44) como diz o Salmo 115,6: é penoso para o senhor ver morrer os seus fiéis. Por isso numa perda de um ente querido, seguremos bem forte nas mãos de Jesus, pois ele se compadece de nós e nos sustenta.
Um dia todos nós iremos morrer, do pó viemos e para o pó voltaremos. (Gn 3,19), “partiremos dessa para melhor”,ou seja, para um lugar onde viveremos eternamente na presença do Senhor Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário